O Guardião de Memórias - Kim Edwards

by - 29 junho


Li O Guardião de Memórias depois de anos em minha prateleira, em uma época que eu não tinha mais nada para ler, então eu não tinha nenhuma expectativa, mas fui surpreendida. Com um leitura leve e emotiva o autor conquista nossos corações, transformando a curiosidade sobre o livro em um carinho pela história e seus personagens.

Achei a leitura um pouco cansativa, pois demora para descobrirmos o porquê de muitas atitudes dos personagens e no meio do livro eu perdi a vontade de ler, porém essa é minha única reclamação, depois que a história "engrena", eu não conseguia para de ler e por várias vezes me peguei, emocionada, refletindo sobre minhas atitudes e suas consequências. É uma DELÍCIA!!!!

Em uma noite de nevasca os filhos gêmeos do Dr. Henry decidem nascer, mas durante o parto dos filhos ele percebe que um dos bebês possui Síndrome de Down e, tomado pela lembrança da doença da irmã, pede para sua enfermeira Caroline levar a menina para uma instituição, contudo, tocada pela situação e pelo mau estado do instituto, Caroline decide sair da cidade e criar Phoebe em segredo.

O livro se divide entre a vida da família do Dr. Henry e a vida de Caroline e Phoebe.

A esposa do Dr Henry nunca se conformou com a morte de sua filha e procura se dedicar ao máximo aos cuidados do filho; já Caroline enfrenta o preconceito da época com a Síndrome de Down e batalha para educar Phoebe igual a todas as outras crianças.

O início da história é muito marcante, mas o meio é um pouco monótono, todo o relato se mantém no dia a dia das famílias, o estado depressivo da esposa do Dr. Henry confere o ritmo da leitura e o meio da história fica marcado por todo o seu sofrimento pela perda da filha, o filho do casal é um adolescente que não se entende com o pai, contudo as brigas entre os dois torna a leitura cansativa.

"- A fotografia tem tudo a ver com segredos - disse, após alguns 
minutos, levantando a foto com uma pinça e mergulhando-a no fixador. 
- Os segredos que todos temos e nunca revelamos." Pg. 185



Confesso que no meio do livro dei uma esfriadinha na leitura e não tinha curiosidade em continuar lendo, mas persisti e o final é surpreendente.

O modo como o livro é escrito confere uma leitura gostosa e tranquila, sem muitas emoções, porém o modo os personagens lidam com suas dificuldades e aprendem com elas, nos faz refletir como lidamos com nossas próprias vidas.




You May Also Like

0 comentários